Oi arremata licença de celular do interior de SP

A Oi arrematou hoje uma licença para operar telefonia celular no interior de São Paulo, em leilão promovido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A empresa pagou R$ 110,250 milhões pela licença, o que representa um ágio de 162,64% sobre o preço mínimo, que era de R$ 41,997 milhões.A Oi já havia vencido a disputa por essa licença no leilão da chamada sobras de freqüências, realizada pela Anatel em setembro deste ano. Mas a empresa Unicel entrou com um recurso no órgão, pedindo que o leilão fosse retomado para que pudesse entrar na disputa.Na época, a comissão de licitação não aceitou a proposta da Unicel, porque a companhia apresentou um envelope com a carta de fiança em nome da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e não da Anatel. A Unicel entrou com um recurso, que foi acolhido dois meses depois pelo Conselho Diretor da Anatel, que determinou a retomada do leilão, realizado hoje.Dessa forma, a Unicel levou a disputa para mais de 17 lances, o que durou cerca de duas horas e meia e acabou por obrigar a Oi a pagar pela licença R$ 67,852 milhões a mais (em relação ao preço mínimo). Essa área do leilão compreende 519 municípios no interior paulista, com exceção da região de Franca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.