Oi diz que 'vai otimizar ritmo de investimentos em 2012'

A Oi formará uma equipe para montar um plano de ação e atender às exigências da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Após ter a venda de serviços e ativação de novos chips suspensa em cinco Estados por decisão da agência na última quarta-feira, a Oi esteve na manhã desta sexta-feira na sede da Anatel e voltará a se reunir com a diretoria da agência reguladora no início da próxima semana, quando apresentará um plano preliminar de investimentos.

ANNE WARTH, Agencia Estado

20 de julho de 2012 | 15h40

Em nota, a companhia informou que a reunião teve o objetivo de entender com clareza as diretrizes e responder de forma adequada às exigências da Anatel. A empresa promete assegurar a qualidade da prestação dos serviços, principalmente nos Estados onde será punida - Amazonas, Amapá, Roraima, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul.

"A Oi vai otimizar o ritmo de seus investimentos em 2012 e reitera seu compromisso em continuar investindo maciçamente no setor de telecomunicações brasileiro", diz a nota. A empresa afirmou que os investimentos programados para este ano são de R$ 6 bilhões, R$ 1 bilhão a mais que em 2011. Até 2015, serão R$ 24 bilhões.

"A Oi tem convicção de que o esforço e a concentração de investimentos empreendidos nos últimos 12 meses já se refletem na melhoria da prestação de seus serviços e apresentará informações à Anatel que reflitam essa evolução", informa a Oi.

Tudo o que sabemos sobre:
operadorassuspensãoOI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.