Oi espera mudança no PGO o mais rápido possível

O presidente da Oi, Luiz Eduardo Falco, apresentou hoje ao presidente da Agência Nacional de Telecomunicações, Ronaldo Sardenberg, os termos da compra da Brasil Telecom pela Oi, anunciada na semana passada. Ao sair da audiência, Falco informou que os documentos do processo serão apresentados no prazo de 15 dias e que espera que a agência altere as regras da telefonia fixa e o Plano Geral de Outorgas (PGO) o mais rápido possível, para o fechamento do negócio."A gente não pode dar prazo para uma autarquia independente como a Anatel, mas a gente gostaria que fosse o mais rápido possível", afirmou Falco, na saída do encontro. Na última sexta-feira os dirigentes da Oi informaram que os termos da compra estabelecem um prazo de 240 dias para a conclusão do negócio. Falco comentou que espera que a agência aprove a compra antes disso. "Como é uma operação muito boa para o Brasil, quanto mais rápido ela for concluída, melhor", afirmou o presidente da Oi. Ele disse que se encontrará na próxima semana com o ministro das Comunicações, Hélio Costa, para tratar do assunto, mas não informou o dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.