Oi fará oferta de debêntures em fevereiro de 2010

Oferta de R$ 2,25 bilhões em papéis prevê lote suplementar de até 15%, ou 33,75 mil títulos

Luana Pavani, da Agência Estado,

17 de dezembro de 2009 | 10h04

A oferta de R$ 2,25 bilhões em debêntures da Telemar Norte Leste, do grupo Oi, prevê lote suplementar de até 15%, ou 33,75 mil títulos e adicional de até 20%, com mais 45 mil. Dessa forma, a oferta de debêntures simples, não conversíveis em ações, em duas séries, com valor nominal de R$ 10 mil, pode alcançar R$ 3 bilhões.

 

A oferta terá início no dia 12 de fevereiro de 2010, quando também será divulgada a fixação da remuneração com o encerramento do procedimento de bookbuilding (coleta de intenções de investimento), que vai de 3 a 12 de fevereiro. A remuneração prevista para a primeira série, que vence em 15 de janeiro de 2015, é de sobretaxa de até 1,20% da taxa DI, e a segunda série, com vencimento em 15 de janeiro de 2020, terá juros limitados a 1,50% e atualização pelo IPCA.

 

O cronograma publicado nesta quinta-feira, 17, em aviso ao mercado está bem diferente daquele apresentado no dia 3/12, em prospecto preliminar. As apresentações a potenciais investidores serão realizadas entre 12 e 14 de janeiro, enquanto o registro da oferta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) deve ocorrer até 11 de fevereiro, com a apresentação do prospecto definitivo e início da oferta previstos para o dia seguinte. O encerramento da oferta está previsto para 12 de agosto de 2010. Essas datas também estão sujeitas a alterações.

 

O Banco Santander é líder da operação, em conjunto com o BTG Pactual. A agência de classificação de risco Moody's atribui rating Baa2 na escala global e Aaa.br na escala nacional brasileira para a emissão. Os recursos líquidos obtidos com a emissão serão utilizados para refinanciar dívidas.

Tudo o que sabemos sobre:
Oidebênturesoferta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.