Oi passa a atender mais quatro Estados

Até a primeira quinzena de setembro, a Oi, operadora celular da Telemar, passará a atender mais quatro Estados de sua área de operação - Amazonas, Espírito Santo, Maranhão e Piauí - e elevará o número de cidades cobertas por sua rede de 200 para 320. "Em três meses, instalamos 400 torres, o equivalente a uma BCP", afirmou o presidente da Oi, Luiz Eduardo Falco. Até o final do ano, a operadora espera ter uma rede com 3 mil torres.Em seu primeiro mês de operação, a Oi conquistou 170 mil clientes. O serviço foi lançado em 26 de junho. "Os resultados têm sido bem melhores que nossas expectativas." Com a expansão da rede, faltará cobrir somente 2 dos 16 Estados de sua área de atuação: Amapá e Roraima. O serviço deve chegar até eles no próximo ano.A concorrente TIM espera o sinal verde da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para entrar em operação. Com isso, a Oi deixará de ser a única operadora brasileira com a tecnologia européia GSM. Apesar do aumento da concorrência, a entrada em operação da TIM deve trazer mais vantagens do que desvantagens para a subsidiária da Telemar. Com a TIM, os clientes da Oi terão "roaming" nacional - ou seja, poderão usar seus telefones em todo o Brasil. Até então, estavam restritos à área de operação da Oi."A presença da TIM sempre esteve em nossos planos", disse Falco. "Além de garantir o ´roaming´ em mercados importantes como São Paulo, Brasília e o Sul do País, a entrada da TIM confirma que a tecnologia GSM veio para ficar." Ao ser perguntado se a estréia da TIM afasta a possibilidade de a Oi comprar licenças para atuar em São Paulo, Falco disse que não existe nenhuma decisão sobre o assunto.

Agencia Estado,

30 de outubro de 2002 | 09h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.