Nacho Doce/Reuters
Nacho Doce/Reuters

Oi pretende arrecadar até R$ 7,5 bi com venda de ativos

Companhia apresenta nesta terça-feira, 16, seu plano estratégico de crescimento

Luana Pavani, O Estado de S.Paulo

16 de julho de 2019 | 10h13

A Oi pretende arrecadar entre R$ 6,5 bilhões e R$ 7,5 bilhões com a venda de ativos não estratégicos. A companhia apresenta ao mercado nesta terça-feira, 16, seu plano estratégico de crescimento e, no documento da apresentação disponível no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), já é possível ver as linhas gerais da estratégia. 

Com os desinvestimentos e a liberação de caixa a empresa prevê um impacto potencial de R$ 12,5 bilhões a R$ 14,5 bilhões, incluindo os R$ 4 bilhões liberados com o aumento de capital aprovado no primeiro trimestre.

Nessa conta está também a estimativa de obter créditos de PIS/Cofins de R$ 2,1 bilhões a R$ 3,1 bilhões, dos quais R$ 650 milhões em 2019, já no terceiro trimestre. O outro R$ 1 bilhão depende de decisão judicial favorável.

A operadora prevê ainda redução de custos de R$ 1 bilhão até 2021. Essa meta faz parte do quesito simplificação operacional, em que a companhia pretende engajar a organização para simplificar o modo operacional, "com foco em eficiência e transformação digital para viabilizar a redução de custo estrutural." 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.