Oi reverte prejuízo e lucra R$ 444 mi no 2º trimestre

A empresa destacou, em relatório, a melhora do desempenho operacional e a captura de sinergias com a Brasil Telecom, adquirida em 2008

Reuters,

29 de julho de 2010 | 18h04

O grupo de telecomunicações Oi anunciou nesta quinta-feira lucro líquido de R$ 444 milhões no segundo trimestre, revertendo prejuízo de R$ 146 milhões um ano antes.

No acumulado do primeiro semestre, o lucro totalizou R$ 940 milhões, resultado recorde, segundo a companhia. A empresa destacou, em relatório, a melhora do desempenho operacional e a captura de sinergias com a Brasil Telecom, adquirida em 2008.

A empresa, que na véspera anunciou acordo para uma aliança com a Portugal Telecom que prevê posições acionárias cruzadas, teve receita líquida consolidada de R$ 7,394 bilhões no trimestre encerrado em junho, alta de 1,3% na comparação anual.

O Ebitda --sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação-- foi de R$ 2,674 bilhões de abril a junho, ante R$ 2,449 bilhões no mesmo período de 2009. A margem Ebitda subiu para 36,2%, contra 33,5%.

Na quarta-feira, a Portugal Telecom anunciou que pagará até 8,44 bilhões de reais para ter uma participação minoritária de 22,4 por cento ma Telemar Norte Leste, braço operacional do grupo Oi.

A operação inclui aumentos de capital da própria Telemar Norte Leste e da Tele Norte Leste, que também faz parte do Grupo Oi em sua estrutura societária, de 12 bilhões de reais cada.

A Oi acredita que a aliança industrial permitirá à empresa ampliar sua capacidade de investimento e de expansão nacional e internacional, com foco em América Latina e África.

A entrada da Portugal Telecom na Oi é simultânea à saída do grupo português da Vivo, na qual compartilhava o controle com a espanhola Telefónica.

(Reportagem de Cesar Bianconi)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.