Oito suspeitos de fraudar R$ 200 mi em ICMS são soltos

O juiz José Guilherme Marrey, da 6ª Vara Criminal de Campinas (SP) revogou ontem a prisão de oito das dez pessoas presas na ultima terça (17) pela Operação Anhanguera, realizada pela Polícia Federal em cidades do interior de São Paulo e do Rio Grande do Sul. A investigação apontou desvio e sonegação de impostos na distribuição de álcool combustível. Foram mantidas as prisões dos empresários Gilmar Antonio Marcelo e Marco Chiarinelli, acusados de uma fraude calculados em R$ 200 milhões só de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.