OMC dá ultimato para os EUA retirarem benefícios ilegais

A Organização Mundial do Comércio (OMC) deu até dezembro para que os Estados Unidos retirem um dispositivo da lei antidumping, que dá benefícios considerados ilegais às empresas do país. Há dois meses, a entidade máxima do comércio internacional condenou a política da Casa Branca depois que uma coalizão formada pelo Brasil e outros 28 países entrou com uma queixa argumentando que as exportações estavam sendo prejudicadas pela lei.Pela lei, o dinheiro obtido com a cobrança de direitos antidumping é repassado às próprias empresas que pediram a abertura de investigações sobre possíveis práticas desleais de comércio. A aliança de 29 países argumentava que a lei repassou US$ 206 milhões às companhias norte-americanas entre 2001 e 2002. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, a lei coletou pelo menos US$ 10 milhões de empresas nacionais, principalmente do setor siderúrgico.O dumping pode ser sobretaxado pelas regras internacionais e é caracterizado quando uma empresa exporta produtos por preços inferiores aos cobrados no mercado interno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.