OMC já tratou do assunto em um de seus documentos

A Organização Mundial do Comércio (OMC) já advertiu que a existência de várias moedas nos fluxos de bens internacionais pode encarecer as transações e aumentar as incertezas para exportadores e importadores. O assunto foi tratado pela OMC em um documento em que a entidade quebra um de seus dogmas e passa a tratar do impacto do câmbio no comércio.

Jamil Chade / MOSCOU, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2010 | 00h00

Legalmente, a OMC não tem o direito de se intrometer nas questões de câmbio, ainda que haja uma possibilidade de que os tribunais da entidade sejam usados caso um país esteja prejudicando os demais ao manipular sua moeda. Pascal Lamy, diretor-geral da OMC, insiste que o câmbio deve permanecer como um assunto do Fundo Monetário Internacional. Nem a China nem os Estados Unidos querem ver o tema desembarcando na OMC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.