coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

ONS alerta para risco de déficit de energia a partir de 2006

O Brasil viverá o risco de um novo déficit de energia elétrica a partir de 2006, de acordo com estimativas apresentadas pelo diretor-presidente do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Mário Santos, durante seminário realizado, nesta quarta-feira à tarde, em São Paulo. De acordo com dados do ONS, o risco de déficit de energia a partir de 2006 chega a 8,4% para a região Sudeste e a 14,1% para o Nordeste, enquanto o índice considerado normal pelo setor é de 5%."Temos os próximos três anos, para os quais as perspectivas são boas, para tomar decisões com o objetivo de evitar de problemas", disse Santos. Ele ressaltou que as condições de suprimento de energia para os próximos três anos são boas.A expectativa do ONS é que os reservatórios das hidrelétricas cheguem ao final da atual temporada de estiagem, em dezembro, com um nível de enchimento de 35% para o Sudeste e de 27% para o Nordeste. O nível de segurança estabelecido pelo ONS para as duas regiões que foram mais afetadas pelo déficit hídrico do ano passado é de 19% para o Sudeste e 5% para o Nordeste.Para evitar uma nova crise energética, Santos defende a retomada das obras do setor elétrico. Ele disse que a população continua a colaborar, mantendo um nível de economia de 11% acima dos 7% de redução de mercado no pós-racionamento projetados inicialmente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.