ONS: demanda de energia cresce 3,5% em maio

A demanda de energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) apresentou crescimento de 3,5% em maio deste ano, em relação ao mesmo mês de 2007, para 50.091 megawatts (MW) médios, informou hoje o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). No período acumulado de 12 meses até maio, houve aumento de 3,9% na carga. Segundo boletim do ONS, o desempenho de maio foi influenciado pelo menor número de dias úteis em relação ao mesmo mês do ano anterior (20 em maio de 2008, contra 22 de 2007), além da ocorrência de temperaturas mais amenas do que às esperadas para esse período do ano e da greve da Receita Federal, que dificultou o fluxo de matérias-primas importadas para a produção industrial. A paralisação da Receita foi iniciada no dia 18 de março e encerrada em 12 de maio deste ano.O ONS também destaca que o crescimento da demanda de energia elétrica não tem acompanhado na mesma intensidade a evolução dos indicadores de desempenho do nível de atividade econômica. O ONS entende que o uso mais racional e eficiente da energia elétrica pelos consumidores industriais, o aumento da autoprodução e o maior peso do Produto Interno Bruto (PIB) de setores menos intensivos no uso de energia têm contribuído para esse movimento.RegiõesEntre as regiões, a carga verificada no Sudeste foi de 30.912 MW médios, o que representa uma alta de 3,4% ante abril de 2007. No Sul, o volume foi de 8.066 MW médios, equivalente a uma expansão de 1,9%. No Nordeste, a carga foi de 7.476 MW médios, apresentando um crescimento de 6%, na mesma base de comparação. No Norte, o volume verificado foi de 3.637 MW médios, com um avanço de 2,8%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.