Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

ONS: geração de energia cresce 5,1% em novembro

A geração de energia elétrica em novembro registrou aumento de 5,1% em relação ao registrado em novembro do ano passado, segundo dados preliminares do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Os dados deste mês indicam uma desaceleração em relação aos meses anteriores, já que em setembro a variação havia sido de 6,06% (em relação a setembro do ano passado) e de 7,60% em outubro (em relação a outubro do ano passado). O ONS observa, porém, que este mês foi afetado pelo grande número de feriados prolongados, que reduzem o consumo de energia elétrica.Em números absolutos, a geração acumulada em novembro atingiu 50.544 MW médios, o que representa um acréscimo de 2.242 MW médios em relação ao registrado há 12 meses. Esse patamar está dentro do previsto pelo ONS em seu planejamento mensal. No acumulado em 12 meses até novembro (em relação a igual período anterior) o aumento na geração situou-se em 4,9%.A região Nordeste manteve a maior taxa de crescimento, conforme os dados do ONS, com variação de 6,3% em novembro e de 5,1% nos últimos 12 meses. Na região Sudeste/Centro-Oeste - que representa cerca de 62% do consumo nacional de energia elétrica - o aumento foi de 5,6% em novembro (sobre novembro de 2006) e de 5,2% no período de 12 meses. Na região Norte a variação na geração no sistema interligado foi positiva em 3,7% no mês (sobre igual mês do ano passado) e de 3,9% no acumulado em 12 meses. Já na região Sul houve uma desaceleração expressiva no ritmo neste mês, com aumento de apenas 2,8% sobre o observado em novembro do ano passado. No total acumulado em 12 meses a variação foi de 3,8% (sobre igual período anterior).

ALAOR BARBOSA, Agencia Estado

30 de novembro de 2007 | 18h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.