seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

ONU reforça críticas ao avanço da cana na Amazônia

O relator da Organização das Nações Unidas (ONU) contra a Fome, Jean Ziegler, acusa o Brasil de estar ?desmatando a Amazônia e acabando com o Centro-Oeste? com a plantação de cana-de-açúcar para a fabricação do etanol. Ontem, em Genebra, Ziegler convocou a imprensa internacional para denunciar os biocombustíveis como uma das principais ameaças ao direito à alimentação nos próximos anos no mundo e pedir uma moratória de cinco anos na produção do etanol.?A transformação das terras agrícolas para o cultivo de produtos que servirão para o etanol é uma catástrofe?, disse. ?Até 2010, as estimativas são de que 26 milhões de hectares de terras no mundo estejam plantadas com cana, milho ou outro produto usado para a produção de etanol?, disse.No dia 25, Ziegler apresenta à Assembléia Geral da ONU sua avaliação sobre o etanol e uma votação sobre o documento poderá ocorrer. Além disso, o relator quer que o tema seja alvo da atenção mundial no próximo dia 16, quando a ONU comemora o dia internacional do direito à alimentação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

12 de outubro de 2007 | 09h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.