Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Opep cortará produção em 2,2 milhões de barris por dia

Trata-se do maior corte de produção já efetuado pelo cartel, segundo o ministro da Arábia Saudita

Renato Martins, da Agência Estado,

17 de dezembro de 2008 | 14h29

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) decidiu reduzir a meta de produção dos países membros em 2,2 milhões de barris por dia em relação aos níveis atuais, a partir de janeiro. A informação é do ministro de Petróleo do Iraque, Hussein al-Shahristani, um dos participantes da reunião em Orã (Argélia). Trata-se do maior corte de produção já efetuado pelo cartel, segundo o ministro de Petróleo da Arábia Saudita, Ali al-Naimi. A redução é levemente maior do que o corte de 2 milhões de barris por dia que o mercado previa e representa um corte de 4,2 milhões de barris por dia em relação ao nível de agosto. Ao corte de 2,2 milhões de barris da Opep deverão se somar reduções dos não membros Rússia e Azerbaijão de 600 mil barris, elevando para 2,6 milhões ao dia o provável corte na produção diária global de petróleo. Preços O presidente da Opep, Chakib Khelil, disse que vê a faixa de US$ 70 a US$ 80 por barril como o preço justo para o petróleo e que gostaria de ver os estoques se reduzirem ao suficiente para cobrir 52 dias de demanda. Segundo ele, o cartel não precisará fazer nenhuma mudança nas metas de produção até a próxima reunião regular do cartel, em março de 2009.

Tudo o que sabemos sobre:
PetróleoOpep

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.