Opep: decisão sobre produção não vem antes de setembro

O presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Chakib Khelil, disse hoje que o cartel não tomará nenhuma decisão sobre níveis de produção da matéria-prima (commodity) antes de encontro marcado para setembro, em Viena. "Não haverá mudança na produção da Opep antes do encontro de setembro", declarou Khelil, que também é ministro de Energia da Argélia. "Todas as decisões que dizem respeito à manutenção ou ao aumento dos atuais níveis de produção da Opep serão tomadas neste encontro", segundo Khelil. Ele também afirmou que não espera aumento de produção e enfatizou que os "preços atuais não se baseiam na (tradicional) relação fornecimento/demanda". Os Estados Unidos têm pedido que a Opep eleve a produção para conter os elevados preços dos combustíveis. Vários membros da Opep disseram, em resposta a clamores do Ocidente por mais produção, que os preços recordes do petróleo são orientados por especulação de investidores e não por demanda subjacente. Segundo os membros do cartel, o mercado segue bem abastecido. Hoje, o contrato futuro do petróleo tipo WTI fechou em alta recorde de 0,60% a US$ 127,05 o barril, na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.