Opep deve suprir déficit de petróleo do Iraque, diz fonte

A Opep está pronta para suprir qualquer déficit no abastecimento global de petróleo, consequente dos ataques contra oleodutos no sul do Iraque, os quais interromperam as exportações a partir de Basra, principal pólo exportador no sul do país. A informação é de uma fonte do Golfo, familiar à política da Opep. As exportações de Basra chegaram a atingir 1,85 milhão de barris, equivalente a 2% da produção mundial.No entanto, aparentemente, a organização poderá encontrar dificuldade para cobrir o déficit, já que quase todos os países-membros estão fornecendo o total de sua capacidade de produção sustentável para atender à demanda asiática e norte-americana. Apenas a Arábia Saudita tem potencial para entregar mais petróleo ao mercado, cerca de 1,4 milhão de barris por dia abaixo do nível das exportações de Basra. Presidente pedirá a não-membros que aumentem produçãoEm Jacarta, o presidente da Opep, Purnomo Yusgiantoro, disse que irá pedir aos maiores produtores de petróleo do mundo não-membros da organização que elevem sua produção, por conta de preocupação com potencial elevação nos preços da commodity em consequência dos ataques no Iraque. "Enviarei cartas a alguns países, como Rússia, México, Angola e Omã pedindo que elevem sua produção", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.