Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Opep está pronta a cobrir escassez de petróleo, diz ministro da Arábia Saudita

Ali al-Naimi acrescentou que não vê efeitos de longo prazo por causa do atual temor do mercado 

Regina Cardeal, da Agência Estado,

22 de fevereiro de 2011 | 13h12

O ministro de Petróleo da Arábia Saudita, Ali al-Naimi, disse que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) está pronta a cobrir a qualquer potencial escassez do produto provocada pela turbulência política na Líbia. Ele acrescentou que não vê efeitos de longo prazo por causa do atual temor do mercado.

"Acho que é uma situação de medo, preocupação que será de prazo muito curto e não terá efeito de longo prazo", disse em entrevista à imprensa na capital da Arábia Saudita. "Neste momento, há preocupação e temor, mas não há absolutamente uma escassez", acrescentou.

Os estoques estão num nível muito confortável e a Opep está pronta a cobrir uma eventual escassez no mercado se e quando isso acontecer, afirmou. A Arábia Saudita, maior exportador de petróleo do mundo e maior produtor da Opep, é em geral vista como uma voz moderada dentro da organização, interessada em respeitar os interesses tanto dos produtores quanto dos consumidores. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
opeparábia sauditaescassezpetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.