Opep fará reunião de emergência para discutir crise

A Opep fará um encontro de emergência no dia 18 de novembro, em Viena, para discutir o impacto da crise financeira global no mercado de petróleo, informou o grupo exportador em nota na quinta-feira. O comunicado seguiu os pedidos de ministros da Opep nesta semana para conter uma queda nos preços do petróleo. A commodity caiu de um preço recorde de 147,27 dólares em julho para 87 dólares, com temores de que as turbulências econômicas possam diminuir a demanda pelo combustível. A reunião da Opep irá "discutir a crise financeira global, a situação econômica mundial e os impactos no mercado de petróleo", diz o comunicado emitido pela sede do cartel, em Viena. A nota reitera a "determinação da Opep para garantir que os fundamentos do mercado de petróleo sejam mantidos em equilíbrio e que sua estabilidade seja mantida". Nesta semana, Nigéria, Catar, Líbia e Iraque, todos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo, sugeriram um corte na produção de petróleo do grupo. A Opep, que é responsável por aproximadamente 40 por cento da produção mundial de petróleo, não se encontraria até uma conferência de 17 de dezembro na Argélia. O grupo de 13 membros se reuniu pela última vez em setembro, e concordou em cumprir sua meta de produção formal, medida que, segundo a Opep, cortaria a oferta em cerca de 500.000 barrils por dia. A Opep reduziu a oferta desde a reunião, de acordo com estimativas da indústria, mas ainda produz acima de seu teto estabelecido. (Reportagem de Alex Lawler)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.