Opep mantém cotas de produção, diz ministro saudita

A Organização dos Países Exportações de Petróleo (Opep) decidiu manter os atuais níveis de produção da matéria-prima (commodity), como era previsto, disse hoje o ministro do petróleo da Arábia Saudita, Ali Naimi, e um delegado do cartel. A Arábia Saudita é o maior produtor de petróleo do grupo. Quando perguntado sobre a decisão da Opep, Naimi sorriu e disse: "manter".

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 07h50

A reunião da Opep foi iniciada na madrugada de hoje. Ontem, o Comitê Ministerial de Monitoramento (MMC) do cartel disse que recomendaria ao cartel manter o nível de produção e o secretário-geral da Opep, Abdalla Salem El-Badri, afirmou que o preço do barril deverá chegar a US$ 70 até o fim deste ano. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoOpep

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.