carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Opep não cortará produção até março

O ministro Minas e Energia da Venezuela, Rafael Ramirez, afirmou hoje, após a reunião do Comitê Ministerial de Monitoração da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que o cartel manterá a produção de 28 milhões de barris por dia. A decisão será repassada aos outro países componentes do grupo no encontro ministerial desta terça-feira. Porém, segundo o ministro venezuelano, todos os membros da Opep concordam que o grupo precisará estar pronto para cortar a produção no próximo encontro, que será realizado em março. Ramirez afirmou que poderá ser necessário reduzir o teto da produção do cartel em 1 milhão de barris por dia. O ministro do Petróleo da Nigéria (e atual presidente da Opep), Edmund Daukoru, declarou, por sua vez, que o excesso de produção potencial no segundo trimestre poderá chegar a 2,4 milhões de barris por dia.ApoioRamirez ainda firmou que mais à noite, durante encontro com o ministro de Petróleo do Irã, Kazem Vaziri Hamaneh, oficializará o apoio da Venezuela aos impasses nucleares enfrentados pelo país. "Nós apoiamos o Irã em sua disputa nuclear", disse Ramirez. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

30 de janeiro de 2006 | 17h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.