Opep não vai discutir inclusão do Iraque no sistema de quotas

O presidente da Opep, Abdullah bin Hamad Al Attiyah disse que o grupo não vai discutir a inclusão do Iraque em seus sistema de quotas. Em sua chegada a Viena, para participar da reunião da organização que ocorre amanhã, Al Attiyah disse que espera que o Iraque continue fazendo parte da Opep. Ele acrescentou que não ouviu nada oficial do Iraque sobre se o país planejava enviar um representante à reunião. Al Attiyah não quis adiantar que ação acredita que o grupo irá adotar quanto à política de produção da Opep. "Nós vamos discutir isso amanhã. Vamos discutir todas as opções", comentou. Preocupados com uma queda nos preços do produto, os ministros da Opep podem renovar os compromissos com o atual limite de produção de petróleo cru estabelecido pelo grupo, segundo sugeriram os ministros da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos. O limite de 24,5 milhões de barris por dia já foi ultrapassado em cerca de 1,8 milhão de barris por dia, uma garantia contra crises de abastecimento que poderiam advir com a guerra no Iraque. A Opep quer reverter a superprodução para atender a um mercado que, no segundo trimestre, estima-se, precisará de dois milhões de barris por dia a menos. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.