Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Opep precisa elevar produção para sinalizar queda de preço

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) está produzindo volume próximo de sua capacidade, de acordo com seu presidente, Purnomo Yusgiantoro. A discussão será tema da reunião do grupo, que decidirá se aumenta ou não as quotas de produção. Segundo Purnomo, que também é ministro do Petróleo da Indonésia, a Opep precisa promover um aumento da produção suficiente para sinalizar que os preços devem cair. A expectativa é de que o grupo eleve a produção entre 2 milhões a 2,5 milhões de barris por dia (b/d), mas precisará levar em consideração a possibilidade de seus membros em produzir perto do limite de sua capacidade. "No momento, a produção está em 88% de nossa capacidade máxima", disse Purnomo.Os analistas já ouviram esses números antes e não acreditam que tal aumento vai trazer mais petróleo novo para o mercado. Purnomo admitiu em sua chegada a Beirute que a Opep já produz acima do teto existente cerca de 2,3 milhões de barris ppor dia. O atual teto de produção do grupo é de 23,5 milhões de barris por dia. "O meu conselho é que se eles realmente querem aumentar a produção, o volume deve ter um impacto significativo nos preços", disse.A Petrologistics, que monitora o movimento dos petroleiros, estima que os dez membros do grupo sujeitos a quotas (o Iraque é isento, enquanto sua indústria estiver em recuperação) devem ter produzido 26,4 milhões por barris/dia em maio.

Agencia Estado,

02 de junho de 2004 | 13h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.