Opep reduz projeção de demanda mundial por petróleo

Segundo a Organização, crescimento global menor e conservação de combustíveis diminuirão demanda

Patrícia Fortunato, da Agência Estado,

15 de julho de 2008 | 08h44

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) reduziu nesta terça-feira, 15, a estimativa de demanda mundial por petróleo nos próximos meses, devido ao declínio do crescimento econômico global e à crescente conservação de combustíveis. A nova projeção representa um sinal de que o cartel não vê necessidade de elevar a produção da matéria-prima (commodity) até o fim do ano. Veja também:Preço do petróleo em alta A Opep reduziu em cerca de 100 mil barris diários a projeção de demanda global em 2008 e disse que a taxa de crescimento da demanda em 2009 será de 900 mil barris diários, 100 mil barris a menos que neste ano. De acordo com a organização, "2009 pode ser o ano de maior queda na demanda por petróleo desde 2002".  Segundo o cartel, "os fundamentos do mercado estão claramente se abrandando. Esta tendência para os fundamentos deve continuar - e até ganhar força, no próximo ano", alertou, em seu boletim mensal. A Opep diz que a demanda por petróleo bruto, que responde por cerca de 40% do consumo diário global, pode recuar em cerca de 700 mil barris diários no próximo ano em conseqüência da crescente produção de combustível não tradicional e do gás natural líquido, além da maior conservação de energia por causa dos preços elevados.

Mais conteúdo sobre:
PetróleoOpep

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.