Operação de resgate da Sharp terá US$ 2,7 bi

Os bancos japoneses Mizuho e Mitsubishi UFJ, os dois maiores credores da Sharp, aprovaram um resgate de US$ 2,7 bilhões, eliminando um obstáculo para a sobrevivência da fabricante de TVs. As instituições financeiras exigem mudanças drásticas na companhia, incluindo a venda de fábricas no exterior e o fechamento do negócio de painéis solares nos EUA e na Europa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.