Operação-padrão deve normalizar Porto de Santos

O diretor-executivo da Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados (ABTRA), José Roberto de Sampaio Campos, disse hoje que se a operação-padrão dos auditores fiscais da Receita Federal continuar no mesmo ritmo, a situação dos terminais do Porto de Santos (SP) deverá estar normalizada em duas semanas."Ontem houve movimentação bastante normal nos terminais em Santos e hoje seguia na mesma situação", disse Campos. Segundo o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Unafisco), com a operação padrão, 100% dos auditores fiscais trabalham, porém atuando em um ritmo mais lento que o normal, já que a mobilização nacional continua.Em greve há um mês, os auditores fiscais decidiram iniciar operação-padrão em assembléia da Regional de Santos do Unafisco, realizada na última quarta-feira (dia 16), e mantiveram a decisão na assembléia de hoje. O esquema continua até pelo menos a próxima semana, quando os grevistas se reunirão novamente.De acordo com o sindicato, a lentidão em Santos acontece porque a análise das mercadorias é mais criteriosa, aumentando a porcentagem de carga vistoriada por contêiner. De 18 de março até a última quarta-feira, os 250 fiscais lotados em Santos (SP) trabalharam com apenas 30% do efetivo, quantidade obrigada pela lei.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.