Operação Petrobras: tire suas dúvidas

1 - O dinheiro do FGTS poderá ser usado para aplicações em ações?Sim.2 - A partir de quando?A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) vai ainda oficializar o prazo para autorizar a transferência do dinheiro da conta do FGTS para a compra de ações. No entanto, existe a expectativa de que isso aconteça de 27 de junho a 25 de julho.3 - Que ações o optante poderá comprar?Nos seis primeiros meses, apenas ações ordinárias (ON, com direito a voto) da Petrobrás. Depois desse prazo será possível aplicar em outros fundos de investimentos da mesma instituição.4 - A compra será feita pelo optante diretamente nas Bolsas?Sim, mas não com dinheiro do FGTS, somente com recursos próprios. Nesse caso, a aplicação mínima será de R$ 5 mil.5- De que forma será a operação?Com os recursos do FGTS, será possível comprar cotas de um fundo mútuo de privatização. Mas será uma operação contábil, ou seja, o saldo da conta vinculada será transferido para o fundo, sem passar pela mão do investidor.6 - O que é esse fundo mútuo de privatização?É um fundo que será oferecido por várias instituições financeiras, que reunirá o dinheiro de optantes. Com esse bolo de recursos, nesse primeiro evento, a administradora do fundo vai comprar ações ordinárias da Petrobrás em leilão, possivelmente, no dia 1.º de agosto.7- Qual o prazo dessa aplicação?O dinheiro terá de ser aplicado pelo prazo mínimo de 12 meses.8 - Terminado esse prazo, será permitido sacar o dinheiro?Não. Haverá duas opções para esse dinheiro: permanecer no fundo, pelo prazo que o investidor bem entender, ou retornar para a conta do FGTS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.