Divulgação
Divulgação

Operação Zelotes desiste de negociar delação com 'chefe' de esquema

Advogado José Ricardo da Silva, ex-integrante do Carf, é apontado como personagem central no esquema de corrupção no chamado 'tribunal da Receita'

Fábio Fabrini, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2017 | 21h00

BRASÍLIA - O Ministério Público Federal (MPF) desistiu de negociar uma delação premiada com o advogado José Ricardo da Silva, ex-integrante do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), apontado como personagem central do esquema de corrupção no órgão e também como líder da organização acusada de "comprar" medidas provisórias nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma e Rousseff. 

José Ricardo já é alvo de diversas denúncias oferecidas à Justiça por procuradores da Operação Zelotes. No ano passado, foi condenado, juntamente com outros lobistas, por suposta atuação no pagamento de propinas para viabilizar a medida provisória 471/2009, que beneficiou montadoras de veículos. O caso foi revelado pelo Estado em 2015. 

  

O ex-conselheiro do Carf contratou recentemente o advogado Marlus Arns, visando a uma colaboração, ante a possibilidade de receber penas altas nos processos criminais em curso. 

O Estado apurou que investigadores da Zelotes perderam interesse num acordo, sob o argumento de que o acusado não está disposto a apresentar informações sobre novos esquemas, ainda desconhecidos de procuradores e policiais federais. 

As tratativas só serão retomadas se o ex-conselheiro contar mais do que os investigadores sabem. 

Negociações de delações premiadas, por lei, correm em sigilo. A defesa de José Ricardo nega que esteja tratando de uma colaboração. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.