Operações de crédito cresceram 0,3% em julho

As operações de crédito feitas pelo sistema financeiro em julho ficaram praticamente no mesmo patamar do registrado em junho. De acordo com dados divulgados hoje pelo Departamento Econômico (Depec) do Banco Central, o estoque de operações de crédito subiu 0,3% entre junho e julho, passando para R$ 382,567 bilhões. "O volume das operações de crédito do sistema financeiro apresentou expansão moderada em julho, determinada pela evolução positiva dos financiamentos realizados com recursos direcionados, sobretudo os concedidos pelo BNDES", argumentam técnicos do Depec.O estoque de créditos equivale a 24,9% do PIB. Esse leve crescimento de 0,3% no estoque de crédito ofertado é resultado apenas da expansão da oferta feita pelo sistema financeiro público. As operações realizadas pelas instituições privadas caíram 0,3% no mês. No ano, as instituições privadas reduziram em 2,5% o volume de dinheiro ofertado em operações de crédito e financiamento. Base monetária teve expansão de 1% na média A base monetária (papel-moeda emitido mais reservas bancárias) teve uma expansão de 1% na média dos saldos diários de julho. O porcentual divulgado hoje pelo Departamento Econômico do Banco Central (BC) é menor que os 7,2% de expansão registrada na média de julho de 2002. Em junho, a base monetária havia registrado uma retração de 0,8%. Com a expansão do mês passado, o saldo da base monetária subiu de R$ 65,703 bilhões para R$ 66,357 bilhões. No conceito de ponta (final de período), a base teve um crescimento de 6,3%, com o saldo indo dos R$ 63,838 bilhões de junho para R$ 67,841 bilhões em julho. Esta foi a maior expansão já registrada pelo BC desde setembro do ano passado, quando a base teve um crescimento de 10,5% na ponta. No acumulado em 12 meses até julho, a base acumula uma expansão de 29,4% na ponta. Pelo conceito de média dos saldos diários, o crescimento está acumulado em 22,4% até julho último. Compulsórios O volume de compulsórios recolhidos ao Banco Central pelo sistema financeiro teve um crescimento de R$ 3,092 bilhões em julho com relação a junho. Com isto, o total de compulsórios recolhidos ao BC aumentou de R$ 124,073 bilhões para R$ 127,165 bilhões. O valor é o maior já registrado pelo BC desde abril deste ano, quando o recolhimento compulsório estava em R$ 129,008 bilhões. O total de compulsórios recolhidos em espécie subiu no mesmo período de R$ 83,986 bilhões para R$ 87,433 bilhões, e o total em títulos caiu de R$ 40,087 bilhões para R$ 39,732 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.