Operadora Oi anuncia saída de executivos

Alex Zornig, diretor de Finanças, e James Meaney, diretor operacional, deixam a empresa após troca na presidência

RIO, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2013 | 02h13

Pouco mais de duas semanas depois de assumir a presidência da operadora de telecomunicações Oi, o português Zeinal Bava anunciou ontem uma forte mudança na direção da empresa, com o afastamento de dois de seus principais executivos e a extinção da diretoria operacional.

Em comunicado interno, ao qual o Estado teve acesso, Bava anunciou o início do processo de escolha do novo diretor financeiro, que substituirá Alex Zornig, e revelou que as áreas atualmente vinculadas à diretoria operacional, que tinha à frente James Meaney, passarão a se reportar diretamente à presidência. Muda assim, o modelo da companhia.

"O objetivo é criar uma estrutura mais operacional, para promover a transversalidade na gestão, intensificar o trabalho em equipe e aumentar a rapidez na tomada de decisão neste momento, bem como reforçar o papel das regionais numa política de proximidade junto ao cliente", diz Bava no comunicado, no qual elogia e agradece a atuação de Zornig e Meaney na Oi.

Zeinal Bava, ex-presidente da Portugal Telecom, na verdade já comandava a Oi desde janeiro, quando Francisco Valim deixou a operadora, sendo substituído interinamente por José Mauro Mettrau Carneiro da Cunha.

Meaney, ex-Contax, ingressou na Oi em 2011 e trabalhou intensamente na transição, no início deste ano, fazendo a ponte com a diretoria da Portugal Telecom. Aparentemente, o executivo já trabalhava com a possibilidade de sair ao final do processo.

"Com grande empenho, James atuou na transformação da Oi e contribuiu decisivamente para o processo de turnaround (reestruturação) da companhia. Ressalto a forte liderança do James na implementação dos workstreams (grupos de trabalho) da Oi com a PT para assegurar a obtenção de sinergias operacionais entre as duas empresas", disse Zeinal Bava no comunicado.

Finanças. Zornig, na Oi desde 2008, liderou o processo de reestruturação da área financeira decorrente da compra da Brasil Telecom. "Alex atuou de forma representativa no trabalho de melhoria do perfil da dívida da companhia, com vistas ao alongamento dos prazos médios e ao atingimento de custo competitivo em condições de mercado voláteis", afirmou Zeinal Bava.

Bayard De Paoli Gontijo, atual diretor de Tesouraria e da área de Relações com Investidores, assume interinamente a posição de diretor de Finanças e Relações com Investidores. A empresa deve dar início agora ao processo de contratação do novo diretor financeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.