coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Operadoras adiantam lançamento de 4G em São Paulo

Claro e Vivo usam a nova tecnologia como ferramenta para vender celulares no Dia das Mães

VINICIUS NEDER / RIO, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2013 | 02h05

A telefonia com tecnologia de quarta geração (4G), para transmissão de voz e dados em alta velocidade, começou a chegar aos consumidores das principais capitais do País. Por causa da Copa das Confederações, em junho, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) exigiu 50% de cobertura nas seis cidades sedes até terça-feira, mas as operadoras Claro e Vivo aproveitarão a oportunidade para lançar planos também em São Paulo, de olho nas vendas do Dia das Mães.

Na Claro, os planos para São Paulo estão disponíveis desde ontem. Na Vivo, a venda para os paulistanos começa na terça-feira. Procurada pela reportagem do Estado, a TIM não comentou o assunto.

A Oi também estuda antecipar o lançamento em São Paulo, mas seu diretor de operações, James Meaney, evitou informar datas ontem, no evento de lançamento do 4G da empresa no Rio de Janeiro. "Vamos cobrir São Paulo antes da data de obrigação, mas não temos data específica."

Pelo cronograma da Anatel, as operadoras devem oferecer 4G em São Paulo até dezembro. O mesmo vale para as outras cinco sedes da Copa que estão de fora da Copa das Confederações: Curitiba (PR), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Natal (RN) e Cuiabá (MT).

Ao término da entrevista coletiva ontem, Meaney fugiu de perguntas sobre o lançamento em São Paulo e não garantiu a venda antes de dezembro. "Pode ser que sim, pode ser que não. Provavelmente sim."

Parcerias. A chegada do 4G da Oi a São Paulo depende da TIM. No dia 18, a Anatel deu anuência prévia ao pedido, feito pelas duas operadoras em fevereiro, para compartilhar equipamentos de rádio para 4G e a TIM trabalhará na instalação da infraestrutura em São Paulo.

Nesse acordo, a Oi ficou responsável pela infraestrutura para 4G no Rio, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Salvador, Manaus, Porto Alegre e Cuiabá. Além da São Paulo, a TIM fará instalações em Recife, Natal e Curitiba. Segundo Meaney, o acordo é "inédito na América Latina" e permitirá economia de R$ 200 milhões para a Oi até 2015.

Antes do acordo, a operadora planejava investir R$ 1 bilhão e, agora, investirá R$ 800 milhões. Vivo e Claro farão acordo semelhante, segundo a Telefônica Brasil informou ao mercado no início de março.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.