Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Oposição na Câmara diz que PIB mostra quadro de deterioração

Líderes observam que, durante a eleição, a presidente declarou que a inflação estava sob controle e que a economia seguia bem; agora, destacam os parlamentares, crise compromete futuro do País

Daiene Cardoso, O Estado de S. Paulo

27 de março de 2015 | 16h38


BRASÍLIA - A oposição na Câmara dos Deputados avaliou nesta sexta-feira que o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do ano passado demonstra um quadro de recessão e deterioração da economia brasileira. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o crescimento da economia em 2014 foi de 0,1%.

"Temos hoje um cenário extremamente preocupante, com a economia estagnada, caminhando para uma recessão, com inflação alta e persistente. O resultado dessa combinação é desastroso para os brasileiros, que já sofrem com perda de renda e de empregos, e compromete o futuro do país. O Brasil está ficando para trás, enquanto praticamente todos os demais países crescem muito mais", afirmou o líder do PSDB na Câmara, deputado Carlos Sampaio (SP), por meio de nota da bancada.

O tucano ressalta que o resultado do PIB pesa mais sobre a população de baixa renda. "A inflação alta corrói a renda das famílias, especialmente as mais pobres, que também se sentem cada vez mais ameaçadas pelo desemprego", concluiu o líder.

Já o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE), disse que a economia brasileira está "descendo a ladeira". "Em resumo, os dados do IBGE mostram que o brasileiro está mais pobre", afirmou em nota.

Os líderes observam que durante a campanha eleitoral, a presidente declarou que a inflação estava sob controle e a economia seguia bem. Agora, destacam os parlamentares, a crise econômica atinge direitos trabalhistas, além de refletir na alta dos juros e na redução do poder de compra da população. "Infelizmente quem está pagando a conta da crise econômica são os brasileiros", enfatizou Mendonça.

Para voltar a crescer, a oposição defende a redução da carga tributária e da estrutura do Estado. "O governo tem de reduzir o tamanho da máquina pública, que está aparelhada pelo PT; aumentar a poupança e o investimento; reduzir a carga tributária para que o País volte a crescer e gerar empregos, com inflação baixa", sugeriu o líder do DEM.

 

Tudo o que sabemos sobre:
câmara dos deputadosPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.