Orçamento da Alemanha para 2010 prevê déficit recorde

O primeiro orçamento do novo governo de centro-direita da Alemanha deverá apresentar um déficit recorde de 85,8 bilhões de euros em 2010 e uma elevação de gastos de 10,5%, de acordo com dados obtidos pela agência Dow Jones. Se incluídas as despesas com os pacotes de ajuda para o setor financeiro e outras medidas extraordinárias, o valor chega a 100 bilhões de euros, segundo fonte do Ministério das Finanças.

EQUIPE AE, Agencia Estado

13 de dezembro de 2009 | 15h15

O orçamento total de 2010 prevê gastos de 325,4 bilhões de euros, 10,5% mais que os 294,5 bilhões de 2009. O número também é 7,3% maior que a previsão inicial de 303,3 bilhões de euros. O aumento das despesas será resultado da elevação do custo dos programas sociais mantidos pelo governo em uma época de economia enfraquecida.

De acordo com o texto do orçamento, a dívida em 2010 alcançará um nível "nunca visto na história da República Federal da Alemanha". Mas não há outra alternativa razoável, continua o documento. "Só seremos capazes de superar a crise e voltar à estabilidade fiscal se tivermos sucesso na sustentação do crescimento econômico ainda frágil".

O governo deve retomar o aperto fiscal a partir de 2011, reduzindo seu déficit estrutural em 10 bilhões de euros por ano até reduzi-lo ao limite constitucional de 0,35% do PIB em 2016. Em 2009, o déficit ficará em 3% do PIB, em 2010 será de 6%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhadívida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.