carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Orçamento golpeia Osborne, do Reino Unido, com recorde de dívida

O déficit orçamentário da Grã-Bretanha atingiu um nível recorde em fevereiro, na medida em que as receitas de impostos caíram e os gastos subiram, num golpe para o primeiro-ministro George Osborne, apenas a algumas horas da apresentação de seu orçamento anual nesta quarta-feira.

REUTERS

21 de março de 2012 | 08h00

Os números destacam quão pouca margem Osborne tem para estimular a economia da Grã Bretanha. Com o rating AAA da Grã-Bretanha sob alerta das agências de classificação de risco, ele tem de convencer os mercados de que manterá planos ambiciosos de redução de déficit e resistir aos pedidos para afrouxar o ritmo de cortes.

Osborne já alertou que não haverá afrouxamento em sua declaração sobre o orçamento às 9h30 (horário de Brasília). Auxílios para famílias de baixa renda devem ser compensados por medidas de aumento de receitas, como um novo imposto sobre vendas de imóveis nas moradias de alto valor.

O Escritório Nacional de Estatísticas disse que a dívida líquida do setor público excluindo intervenções do setor público -a medida preferida do governo- atingiu um recorde para o mês de fevereiro. O número saltou para 15,183 bilhões de libras no mês passado, de 8,875 bilhões de libras em fevereiro de 2011.

Isso representou quase duas vezes a previsão média em uma pesquisa da Reuters, de 8 bilhões de libras.

(Reportagem de Fiona Shaikh e Peter Griffiths)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROINGLATERRAORCAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.