Os preços que mais subiram em dez anos, segundo o IBGE

A gerente do sistema de Índices de Preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos, divulgou dados do IPCA acumulados nos 10 anos do Plano Real - julho de 1994 a junho de 2004 -, que mostram uma inflação de 169,11% no período. Ela sublinhou que alguns preços administrados subiram bem acima da média, como telefone fixo (546,11%), gás de cozinha (599,84%), energia elétrica (352,91%) e ônibus urbanos (354,81%). Subiram bem acima da média também a gasolina (269,32%) e os remédios (188,51%). Entre os grupos pesquisados pelo IBGE para esse estudo, as maiores altas foram registradas em Comunicação (539,25%, com impacto especialmente da telefonia), Habitação (369,04%) e Transportes (197,89%). Efeito do câmbio Eulina disse que alguns efeitos das altas recentes do dólar ficaram nítidos em alguns produtos alimentícios no IPCA de junho. São eles o bacalhau (5,39%), farinha de trigo (2,94%) e o pão francês (1,14%). Os alimentos registraram aumento de 0,72% em junho, com contribuição de 0,17 ponto porcentual para o IPCA de 0,71% no mês. Entre os alimentícios, Eulina destacou também o "aumento persistente" do leite pasteurizado, que subiu 5,33% no mês e já acumula alta de 12,15% no primeiro semestre do ano. Segundo ela, os reajustes do produto são resultado de combinação entre os efeitos do início da entressafra, o ressecamento das pastagens por causa do frio e a redução da produção de leite em conseqüência da crise da Parmalat. O leite pasteurizado tem peso forte no IPCA e representou a terceira maior contribuição individual para o índice, com 0,07 ponto porcentual, ficando atrás apenas da gasolina (0,14 pp) e do álcool combustível (0,09 pp). Apesar do aumento dos alimentos e do leite, Eulina destacou que os produtos alimentícios ainda estão contribuindo para evitar aumentos maiores da inflação, já que apresentaram aumento acumulado de 2,09% no primeiro semestre, abaixo do IPCA de 3,48% no período.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.