finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

OSX, de Eike Batista, entregou pedido de recuperação judicial

Empresa do setor naval oficializa o mesmo destino tomado pela petroleira OGX em 30 de outubro

Agência Estado e Reuters, Atualizado às 17h34

11 de novembro de 2013 | 17h02

SÃO PAULO - A OSX, empresa de construção naval de Eike Batista, efetivou nesta segunda-feira, 11, pedido de recuperação judicial no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

As ações da empresa foram suspensas da Bolsa de Valores também nesta segunda.

A OSX solicitou que o processo fosse distribuído por dependência no processo de recuperação judicial da petroleira OGX. A solicitação depende da avaliação do juiz da 4ª Vara empresarial, Gilberto Clovis Farias Matos.

Documento divulgado pela OSX na última sexta-feira diz que o pedido inclui a holding e as controladas OSX Construção Naval S.A. e OSX Serviços Operacionais Ltda.

A empresa acompanha o mesmo destino da petroleira OGX, que buscou proteção contra credores em 30 de outubro, listando dívidas de mais de RS$ 11 bilhões.

A empresa também informou, na sexta-feira, a demissão de seu presidente, Marcelo Gomes, da consultoria Alavarez&Marsal, que foi substituído por Ivo Dworschak Filho, função que acumulará com a de diretor de Construção Naval.

O fato relevante não menciona a unidade de leasing da OSX, indicando que ela ficará fora da recuperação judicial. Essa subsidiária encomenda a construção das plataformas de produção de petróleo e depois aluga as embarcações para clientes. Sem estar sob o crivo da Justiça, a unidade poderá vender as unidades que possui e levantar montante bilionário.

As últimas informações abertas davam conta de que a OSX tinha uma dívida de R$ 5,3 bilhões. Desse total, R$ 676,4 milhões são referentes são referentes ao financiamento da plataforma OSX-1 com um sindicato de bancos liderados pelo DVB Group; R$,14 bilhão são relativos a uma dívida do OSX-2 com instituições como Itaú BBA, ING e Santander; a Caixa Econômica Federal (R$1,1 bilhão); o BNDES (R$ 548 milhões) e outros (R$ 260 milhões).

Tudo o que sabemos sobre:
eike batista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.