Otimismo cresce em julho e atinge metade dos supermercadistas

Segundo levantamento da Associação Paulista de Supermercados, bom desempenho das vendas influenciou positivamente a satisfação dos empresários do setor

Equipe AE,

30 de julho de 2012 | 16h10

SÃO PAULO - Os supermercadistas paulistas estão mais otimistas com relação as vendas em julho, de acordo com levantamento da Associação Paulista de Supermercados (APAS). A Pesquisa de Confiança dos Supermercados do Estado de São Paulo (PCS/APAS) mostra maior otimismo em relação ao momento atual em julho, atingindo 50% dos entrevistados, ante os 39% do mês anterior. "O desempenho das vendas é uma variável que determina o aumento da satisfação, do otimismo e, consequentemente, da confiança do setor supermercadista", afirma o diretor de Economia da APAS, Martinho Paiva Moreira, em nota.

O grau de satisfação com o governo estadual está positivo: 65% mostraram-se otimistas, 29% neutros e 6% pessimistas. Houve, ainda, melhora no otimismo com o momento atual (percepção atual): 33,2% apontaram otimismo, enquanto 27,7% mostraram-se pessimistas e 39,1% mantiveram-se neutros.

A expectativa futura mostrou otimismo mais elevado quando comparada à percepção atual. O otimismo com relação ao futuro foi de 37,1%, enquanto o pessimismo atingiu 28,1%.

No resultado geral, com relação ao ambiente econômico atual e futuro, os números mantiveram-se estáveis: 35% dos entrevistados apontaram otimismo, enquanto 28% mostraram-se pessimistas e 37% mantiveram-se neutros. "Nos próximos meses, a melhora no ambiente econômico e financeiro internacional e os desdobramentos na economia brasileira determinarão a confiança dos supermercadistas", conclui Moreira.

Tudo o que sabemos sobre:
apasotimismosupermercadosvendas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.