finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Ouro avança com reunião do Fed

O comunicado divulgado ao fim da reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), na quarta-feira, continuou causando impacto ontem. No comunicado, o Fed não sinalizou a adoção iminente de novas medidas de estímulo à economia americana, mas a percepção de que a perspectiva da manutenção de taxas de juro extremamente baixas até 2014 beneficiou o ouro. Cenários de juro baixo e alta liquidez tendem a ajudar o metal. Ontem, o ouro subiu 1,11% em Nova York, fechando em US$ 1.660,50 por onça-troy.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.