finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Ouro desponta como melhor aplicação em maio

Na corrida pelo melhor investimento financeiro do mês, o ouro desponta como a melhor alternativa em termos de rentabilidade ao considerar os dez primeiros dias do mês de maio. A valorização do investimento está em 4,73%. Esse resultado foi apurado pelo ranking de investimentos da Agência Estado, atualizado diariamente (veja link abaixo). Em seguida, estão as aplicações em dólar, favorecidas pelas consecutivas altas da cotação da moeda norte-americana ao longo deste mês. Na dianteira está o dólar oficial, com um ganho de 3,88%, seguido do dólar paralelo, com ganho de 3,27%. Quem preferiu investir em um fundo cambial obteve uma rentabilidade de 3,23%.Na seqüência da classificação, o Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo - ocupa a quinta colocação, com uma rentabilidade de 0,51%. Dentre as aplicações em renda fixa, o maior ganho foi registrado pelos Certificados de Depósito Interbancário (CDIs) - que acompanham as taxas de juros negociadas no mercado -, com uma rentabilidade de 0,42%. Os Certificados de Depósito Bancário (CDBs) de 30 dias para médias quantias, obtiveram um ganho de 0,40%. Já os fundos de renda fixa prefixados apresentaram um ganho de 0,35%. Na última colocação está a caderneta de poupança, com um ganho de apenas 0,22%.As aplicações que seguem as taxas do CDI foram favorecidas após as duas elevações da taxa básica de juros da economia - Selic - por acompanharem a alta dos juros, diferentemente de aplicações com juros prefixados. Atualmente, a Selic está em 16,25% ao ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.