Taba Benedicto/Estadão
Taba Benedicto/Estadão

coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Outlet de R$ 200 milhões é inaugurado durante a pandemia em Guarulhos

Empreendimento está pronto desde o fim de fevereiro, mas coronavírus adiou planos de inauguração para esta sexta-feira, 4; por enquanto, unidade terá 75 lojas

Fernando Scheller, O Estado de S.Paulo

04 de setembro de 2020 | 09h39

Um novo outlet está abrindo as portas nesta sexta-feira, 4, em meio à pandemia de coronavírus, em Guarulhos (SP). Trata-se do Smart Outlet, empreendimento de R$ 200 milhões viabilizado pelo fundo de investimento Iron Capital, do executivo Diogo de Freitas Valle. Ao contrário de outros empreendimentos do gênero – como o Catarina, em São Roque, que pertence ao grupo de luxo JHSF –, o Smart terá administração independente.

Localizado a cerca de dez minutos do aeroporto de Guarulhos, o público prioritário do Smart serão os moradores da zona leste de São Paulo. Com lojas de conhecidas marcas nacionais – como Richards, Salinas e Ellus –, mas sem grifes estrangeiras, o novo shopping tem a intenção de atrair quem está em busca de ofertas com até 80% de desconto. Além disso, o empreendimento, localizado na Via Dutra, se vende como o único outlet que o paulistano pode visitar sem pagar pedágio.

O novo outlet foi erguido em um terreno que antes abrigava a fábrica de Guarulhos da multinacional de tecnologia NEC. Com mais de 200 mil metros quadrados de área, o empreendimento incluirá duas opções de lazer: uma “fazendinha” com animais domésticos para entreter as crianças e um centro de esportes e de realidade virtual para os adolescentes. O Smart inclui ainda uma praça de alimentação.

Ao contrário dos grandes outlets nas proximidades de São Paulo – o Catarina, na Rodovia Castello Branco, e o Outlet Premium, na Bandeirantes –, o modelo do Smart será mais parecido com um shopping comum, com ar condicionado. “É uma forma de garantir o funcionamento faça chuva ou faça sol”, diz Valle. O terreno atual também garante espaço suficiente para crescer o total da área de lojas dos atuais 20 mil metros quadrados para 70 mil em cinco anos.

O fundo Iron Capital vê oportunidade para usar a experiência do empreendimento que abre agora em Guarulhos – de olho também no público que faz longas escalas no aeroporto – como modelo para outros outlets em outras estradas de acesso à capital, como a Imigrantes. A ideia é refinar a administração dessa primeira experiência e replicar o modelo nas futuras unidades.

‘Nicho’

O mercado de outlets é visto por consultores como de alto potencial – e considerado resistente a crises, por oferecer produtos com descontos –, mas ainda se trata de um nicho muito pequeno, apesar de já ser explorado por gigantes como BR Malls, General Shopping e JHSF. Hoje, o País não tem sequer 20 empreendimentos do gênero, enquanto o total de shopping centers pelo País já se aproxima de 600, segundo a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.