Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Ovo acusado de bullying volta aos mercados do RJ e SP com nova embalagem

Fabricante se comprometeu a tapar ou rasurar a palavra ‘sacanear’ nas embalagens dos ovos antes de recoloca-los a venda

Economia & Negócios,

14 de abril de 2014 | 13h16

Após o fechamento de um acordo com a Fundação Procon-RJ, os ovos de Páscoa Bis Xtra+Chocolate voltaram às prateleiras dos supermercados de São Paulo e Rio de Janeiro repaginados. A embalagem acusada de promover o bullying foi alterada pela fabricante Mondelez Brasil. O ovo, que levava a marca Lacta, convidava a criança a "sacanear" o amigo, colando apelidos na embalagem 

Segundo a Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), foi fechado um acordo com a fabricante para o retorno das vendas no Rio de Janeiro. A empresa se comprometeu a tapar ou rasurar a palavra "sacanear" nas embalagens dos ovos antes de recoloca-los à venda. Ela também pode retirar a embalagem exterior em que a palavra aparece.

Em São Paulo, o Procon-SP chegou a fazer uma fiscalização nos mercados, mas os ovos com a embalagem antiga já não foram encontrados à venda.

A fabricante será multada pelo Procon-RJ caso sejam encontrados mais de três ovos Xtra + Chocolate sendo vendidos na mesma prateleira do mercado.  

O caso chegou ao Procon a partir de notícia veiculada em jornais e protestos nas redes sociais contra o ovo. "A Páscoa possui uma mensagem de paz e confraternização e essa campanha manda sacanear os outros? Quem elaborou essa campanha é sem noção", acusa a secretária estadual de Proteção e Defesa do Consumidor, Cidinha Campos.

Tudo o que sabemos sobre:
ovo de PáscoaProcon

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.