PAC 2 tem concluídas 11% das obras previstas até 2014

Dos R$ 143,6 bi executados até setembro, R$ 80,2 bi foram utilizados para o término dessas obras 

Eduardo Rodrigues, da Agência Estado,

22 de novembro de 2011 | 10h38

BRASÍLIA - Do total de obras previstas na segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) até 2014, 11,3% já foram concluídas até setembro deste ano, de acordo com o balanço divulgado nesta terça-feira,  22, pelo Ministério do Planejamento. Dos R$ 143,6 bilhões executados no orçamento do programa nos nove primeiros meses do ano, R$ 80,2 bilhões foram utilizados para o término dessas obras. ]

Na área de transportes, com R$ 1,6 bilhão de execução, foram concluídos 494 quilômetros de rodovias, seis obras em aeroportos e cinco em portos. Na área de energia, foram executados R$ 16,1 bilhões para a entrada em operação de quatro hidrelétricas, onze termelétricas, nove usinas eólicas e duas pequenas centrais hidrelétricas. Foram ainda construídos 882 quilômetros de linhas de transmissão.

Já no programa Cidade Melhor, a execução chegou a R$ 39,2 milhões, para a conclusão de 156 obras de saneamento e nove de prevenção em áreas de risco. Foram concluídos também 88 projetos de urbanização em assentamentos precários, somando R$ 60,7 bilhões - neste caso, os projetos são do eixo do Minha Casa, Minha Vida, mas não fazem parte propriamente do programa habitacional. No programa Água e Luz para Todos, foram executados R$ 1,8 bilhão, para a conclusão de diversos empreendimentos.

Junho a setembro

A execução orçamentária da segunda fase do PAC 2 aumentou 66% entre junho e setembro deste ano, passando de R$ 86,4 bilhões para R$ 143,6 bilhões. O valor representa 15% do orçamento do programa para o período 2011 a 2014.

Do total executado, a maior parte corresponde aos financiamentos habitacionais (R$ 55,2 bilhões), seguido pelo executado pelas estatais (R$ 41,4 bilhões). O programa Minha Casa, Minha Vida não está incluído nos dados de financiamento habitacional. No caso específico do programa foram executados R$ 5,4 bilhões.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, o desempenho de pagamentos aumentou 22%. Em 2010, foram pagos R$ 17,7 bilhões, enquanto neste ano os valores de fato desembolsados chegam a R$ 21,6 bilhões.

Restos a pagar

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, informou que R$ 15,8 bilhões das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em 2011 foram contratadas com recursos de restos a pagar. No entanto, ela destacou, em balanço do programa, que apenas R$ 1,7 bilhão (11% do total) são relativos a obras contratadas no ano passado. O restante, R$ 14,1 bilhões (89%), se refere ao pagamento de obras contratadas este ano.

Tudo o que sabemos sobre:
PACorçamentoobrasPlanejamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.