Paciência na compra rende economia de R$ 1 mil

Quem esperou janeiro chegar para ir às compras diz estar satisfeito. Os irmãos e microempresários Marcos e Moisés Eduardo da Silva saíram de Mairiporã, no interior do Estado, para a capital em busca das ofertas. Eles compraram ontem, na Super Casas Bahia - que anuncia ter produtos com até 70% de desconto -, três computadores e um notebook. "A paciência rendeu pelo menos R$ 1 mil economizados com os descontos", afirmou Marcos, sócio do irmão em uma lan house. Mesmo com o dinheiro na mão, eles optaram por dividir o pagamento em dez vezes, sem juros, no cartão de crédito. "Programamos a compra, temos o dinheiro, mas não compensa pagar tudo de uma vez, já que o preço é o mesmo no cartão", diz Moisés. O analista de sistemas Sérgio Silva preferia pagar à vista, mas também optou pelo cartão de crédito. Ontem comprou televisão, microondas e um processador de alimentos. "Não consigo entender como o preço pode ser o mesmo à prazo e à vista." Além dos descontos trazidos pela liquidação de janeiro, ele também achou melhor esperar o fim das festas para fugir das filas e multidão. "Agora o clima está mais tranqüilo com as lojas vazias e o preço melhor", afirma Sérgio. O casal Ricardo Brito, de 30 anos, e Thaís Kohlmann, de 26, programou as compras mais caras para o mês de janeiro. Eles compraram dois berços e um guarda-roupa e optaram pelo crediário. A espera agora é apenas pelos gêmeos, que devem chegar em maio. "Como ainda não sabemos o sexo, optamos por móveis brancos", conta Brito, enquanto Thaís explica que, apesar da possibilidade de dividir o pagamento em mais vezes no cartão de crédito, preferiram a segurança da taxa de juros mais baixa oferecida pelo varejo. "Cartão de crédito para nós é a última opção", diz ela. ALTA DEFINIÇÃOA florista Zélia Logarezzi e a sobrinha, Geíze, foram ontem à Super Casas Bahia atraídas pelas ofertas amplamente divulgadas. Ela tinha a intenção de comprar apenas uma máquina de lavar para a filha, mas acabou levando também uma TV de alta definição.Já o receptor para o sinal digital ficou para depois. "Vou aproveitar minha televisão apenas para ver TV a cabo, por enquanto", disse. A sobrinha levou um microondas. "O preço estava bom. Não resisti", conta Geíze.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.