Pacote agrícola só sai dentro de 3 semanas, diz Rodrigues

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, admitiu na noite de quarta-feira que o pacote de medidas estruturais para o agronegócio, previsto para o final de abril, só sairá dentro de três semanas. "O governo está fazendo as contas e, quando o assunto é redução de impostos, você tem que sangrar em alguma área. É essa a discussão atual", explicou o ministro, em rápida conversa com jornalistas, após participar das comemorações dos 33 anos da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias), na sede da estatal. Uma das medidas previstas no pacote é a diminuição de impostos sobre a importação de insumos e a redução das alíquotas de PIS e Cofins incidentes sobre produtos agrícolas. O ministro reafirmou que a crise no setor do agronegócio nos últimos dois anos causou prejuízo de R$ 30 bilhões aos produtores rurais. "É uma crise sem precedentes na agricultura", disse Rodrigues. "A crise tem vários motivos: câmbio, taxa de juros, seca e logística", acrescentou. O ministro anunciou a criação de um consórcio para o desenvolvimento da cadeia de agroenergia. Um centro da Embrapa para estudar o assunto terá R$ 10 milhões em investimentos do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.