Pacote da construção "não é de ocasião", garante Palocci

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, garantiu hoje que o projeto de lei que contém medidas de incentivo à industria da construção civil "não é de ocasião", numa referência à agenda positiva criada pelo governo para abafar o escândalo Waldomio Diniz. Em discurso durante a solenidade de assinatura da mensagem encaminhando o projeto ao Congresso, o ministro disse que se trata de "medidas consistentes e planejadas, fruto de um diálogo do governo e com as entidades representativas do setor". O ministro disse que as medidas não são emergenciais porque a queda no setor da construção civil não é passageira e de curto prazo, já que a retração no setor se arrasta há anos e exige medidas estruturais. Palocci manifestou confiança em que as medidas trarão "um impulso efetivo" para o crescimento do financiamento imobiliário. Segundo ele, as medidas "marcam o início de um novo momento para o sistema financeiro imobiliário brasileiro".

Agencia Estado,

04 Março 2004 | 17h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.