Pacote europeu para resgatar a Grécia não acaba com problemas, diz Robert Zoellick

Presidente do Banco Mundial avalia que conomia terá de sofrer um ajuste difícil nos salários e nos preços para voltar a ser competitiva

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

14 de abril de 2010 | 17h03

O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, disse que o pacote europeu para resgatar a Grécia é bem-vindo, mas alertou que os problemas do país continuarão exigindo atenção da comunidade global. "Acho que esse foi um passo muito importante, mas o sistema internacional ainda não encerrou esse assunto", disse a autoridade após uma palestra no Centro Woodrow Wilson para Acadêmicos Internacionais.

 

No fim de semana, os ministros de Finanças da zona do euro apresentaram um plano de financiamento de € 30 bilhões para a Grécia. Segundo Zoellick, embora a proposta tenha facilitado o acesso do governo grego aos mercados e contribuído para reduzir o custo da dívida, "ainda há questões subjacentes de fundamentos". Para a autoridade, como a desvalorização da moeda não é uma opção para a Grécia, que utiliza o euro como divisa, a economia terá de sofrer um ajuste difícil nos salários e nos preços para voltar a ser competitiva. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.