Pacote pode resultar em estatização de bancos gregos

Alguns bancos da Grécia poderão ter de ser nacionalizados após a aplicação do acordo de redução de 50% dos títulos da dívida grega pelo setor privado, como parte do novo pacote da zona do euro para o país, disse hoje o primeiro-ministro grego, George Papandreou.

DOW JONES, Agencia Estado

27 de outubro de 2011 | 04h41

Falando a jornalistas após o encerramento da longa reunião de cúpula dos líderes europeus, Papandreou afirmou que os bancos gregos seriam recapitalizados com fundos oficiais, em dinheiro que sairia do novo pacote de resgate do país de ? 130 bilhões.

"Se o setor privado puder recapitalizar os bancos, eles farão isso; porém, se eles não conseguirem, isso significa que será necessária a intervenção do setor público. Isso significa uma passagem temporária da propriedade para o Estado. Após a reestruturação, os bancos serão vendidos de volta para o setor privado", disse Papandreou, ao destacar que os detalhes do novo pacote serão discutidos e divulgados ao longo das próximas semanas.

Perguntado se estava pensando em convocar uma eleição antecipada ou buscar a formação de um governo de unidade nacional, Papandreou declarou que os gregos querem mudanças, não eleições.

Tudo o que sabemos sobre:
zona euroGréciaestatização bancos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.