Pacotes de viagem para aposentados do INSS têm início

O programa batizado de "Viaja Mais - Melhor Idade" tem o potencial de atingir pelo menos 8 milhões de segurados da Previdência

Isabel Sobral, da Agência Estado,

04 Setembro 2007 | 14h01

A ministra do Turismo, Marta Suplicy, disse nesta terça-feira, 4, que a partir deste mês até o início de dezembro aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já podem começar a procurar pacotes de viagens domésticas com condições facilitadas. A ministra afirmou que o programa batizado de "Viaja Mais - Melhor Idade" tem o potencial de atingir pelo menos 8 milhões de segurados da Previdência, que são aqueles que recebem acima de um salário mínimo."O programa tem dois objetivos: beneficiar as pessoas que estão na melhor idade e aumentar a taxa de ocupação dos hotéis no período de baixa temporada", comentou a ministra, após a reunião do Conselho Nacional de Turismo, que lançou o programa.Os benefícios do programa serão direcionados a pessoas com mais de 60 anos de idade e proporcionará empréstimos por meio do desconto em folha (com o limite de comprometer até 30% da renda mensal) que poderá ser pago em até doze meses. Inicialmente, serão beneficiadas as saídas do Distrito Federal e São Paulo. "O nosso cronograma inclui a extensão para mais oito capitais a partir de março do ano que vem e a todas as capitais até o final do ano", comentou Marta Suplicy.   Preocupado com turismo, governo anuncia incentivos fiscaisDe acordo com as regras, os empréstimos aos aposentados e pensionistas não poderão ter juros superiores a 1% ao mês e serão operados pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Brasil. Há possibilidade de carência no início do pagamento das parcelas de até 180 dias. O teto de cada operação será de R$ 3 mil.InformaçõesO Ministério do Turismo informou que podem ser obtidas informações sobre a compra dos pacotes pelo site www.viajamais.com.br ou pelo telefone 0800 77 07 202, onde os interessados podem obter as indicações de agências de viagens cadastradas para atender o programa.Além do lançamento desse programa na reunião de hoje do Conselho Nacional de Turismo, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou duas medidas de desoneração fiscal para o setor hoteleiro e informou que o governo continuará discutindo com o representantes do setor novas medidas de incentivo fiscal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.