Paes de Barros cita três fatores para elevar produtividade no País

O subsecretário de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Ricardo Paes de Barros, afirmou hoje que, para aumentar a produtividade no Brasil nos próximos anos, são necessários três fatores fundamentais: melhor infraestrutura, ambiente de negócios mais favorável para as empresas, sobretudo para as micro e pequenas, e o País "copiar" o que é bem produzido no exterior.

RICARDO LEOPOLDO, ENVIADO ESPECIAL, Estadão Conteúdo

06 Dezembro 2014 | 13h28

"O Brasil precisa copiar tudo de todo o mundo. A questão é que achamos feio copiar, mas vamos copiar!", afirmou Barros. O que ele defende tem precedentes na história do século 20. Boa parte da expansão da indústria do Japão, da Coreia do Sul e da China ocorreu devido à engenharia reversa: isto é, a pura cópia de manufaturados, como produtos eletrônicos e carros feitos em outros países.

"O Brasil está tentando muito (o aumento de produtividade) pela nanotecnologia e pela biotecnologia, que com elas vamos dar um salto. Mas isso é duvidoso e vai gerar desigualdade", disse o subsecretário da SAE. "O que gera ganhos de tecnologia no dia após dia é copiar."

Ele fez os comentários depois de participar de um painel que abriu o segundo dia da conferência "Desafios para assegurar o crescimento e uma prosperidade compartilhada na América Latina", realizada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), em Santiago.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.