Pagamento de FGTS injeta R$ 790 milhões na economia

A Caixa Econômica Federal reiniciou hoje mais uma fase de pagamento das diferenças do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para os trabalhadores que firmaram adesão e têm direito a receber entre R$ 5 mil e R$ 8 mil. O crédito será feito em sete parcelas semestrais e a primeira parcela corresponde a 1/7 do valor que o trabalhador tem direito. A diferença refere-se aos Planos Verão e Collor. A Caixa vai pagar os complementos do FGTS para 247 mil contas, no valor de R$ 300 milhões, correspondentes ao total da primeira parcela dessas contas. No mesmo período, acontece o pagamento da segunda parcela de quem tem direito a receber entre R$ 2 mil e R$ 5 mil. No total serão injetados na economia neste mês R$ 790 milhões.Os valores da 1ª parcela serão liberados ainda em julho para aqueles trabalhadores que fizeram a adesão até 30 de junho de 2003. Quem entregou a adesão após esta data terá direito ao crédito da primeira parcela sempre no mês subseqüente e das demais a cada seis meses. Já para receber a segunda parcela da faixa III (R$ 2 mil e R$ 5 mil) é necessário ter feito a adesão até 31 de dezembro de 2002. Para os trabalhadores que fizeram sua adesão em data posterior, será creditada a segunda parcela seis meses após o crédito da primeira. Para quem tem a receber valor superior a R$ 8 mil, a última faixa de pagamentos, o calendário de crédito começa em janeiro de 2004. Antes de ir a um ponto de pagamento, a Caixa orienta o trabalhador a buscar informações por meio do telefone 0800-550101 (para a Grande SP, 4196-6601) ou da Internet. As adesões continuarão sendo recebidas através dos Correios e do site www.fgts.caixa.gov.br, até 30 de dezembro de 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.